Vídeogame: uma questão de ética

Bom, quero ressaltar nesta texto algumas questões relacionadas ao comportamento dos pais, responsáveis e donos de estabelecimentos no que tange a plataforma de entretenimento chamada videogame.

 

Além de professor universitário, também sou pai e coordenador de uma escola na cidade de Goiânia-GO. No ano de 2015 notei que dezenas de pais vieram à minha sala de coordenação para tratar do comportamento de seus filhos, muitos se queixavam de que os filhos tinham problemas para se concentrar no período da manhã, visto que dormiam muito tarde ou ficavam até as ultimas horas do dia "grudados" no computador, tablete no videogame. Alguns destes casos precisei encaminhar a família ao psicopedagogo que por sua vez fazia uma triagem para encaminhamento psicológico.

Houveram dois casos que me chamaram a atenção; em uma deles o garoto(11 anos) não conseguia dormir, pois assim que "caia no sono"(palavras da mãe) o garoto acordava cinco minutos depois apavorado com pesadelos e as vezes em pânico. Consequentemente o garoto tinha um mal aproveitamento do período de aulas que aconteciam pela manhã. No segundo caso, o garoto (10 anos) desenvolveu uma síndrome do pânico; claro que tal síndrome não era advinda do uso do videogame, mas o "gosto" do aluno por jogos de tortura e violência explícita vinha tornando o tratamento da doença menos eficaz. A mãe do aluno relatou que depois de ele ganhar alguns jogos no natal de 2014 a criança tem apresentado com maior frequência os ataques de pânico. Em ambos os caso pedi os pais que me trouxessem a embalagem dos jogos. Mostrei aos responsáveis pelas crianças que os jogos não eram adequado a idade deles, pois, segundo as orientação do fabricante o jogo pode causar danos psicológicos ou agravar uma condição psíquica já debilitada. 

A fabricante do console XBOX tem as orientação neste link: Microsoft - Classificação dos jogos

tortura GTA

A Sony, fabricante do Playstation publicou sua classificação aqui: Sony - Playstation

tortura GTA2

Veja a classificação do Jogo:

GTA CLASSIFICACAO

Se a classificação do jogos é "M 17+", isso quer dizer que é um jogo para adultos, não para adolecentes ou mesmo crianças.

Os consoles da Micorsoft (XBOX) e o console da Sony ( Playstation) tem seus jogos focados no público jovem e adulto, neste sentido ambas as plataforamas tem uma biblioteca de jogos infantis bem reduzida. Se você está procurando um console com uma biblioteca bem équilibrada, ou seja,  muitos jogos que vão desde jogos infantis e jogos para a família até jogos adultos, busque conhecer o console da Nintendo (WiiU)

A Nintendo tem o melhor e mais claro sistema de orientações aos pais, confiram: Nintendo - Orientações 

Pessoalmente indico os jogos e o console WiiU da nintendo para quem tem cianças em casa.

esrb pegi2

Recentemente um grupo de professores no Reino Unido (Cheshire) afirmaou qua vai denunciar pais e responsáveis pelas crianças que tem acesso aos jogos de classificação adulta, isto porque o uso deste tipo de jogo tem refletido negativamente no comportamento e aprendizado dos alunos . Segundo eles, professores de 16 colégios do município se uniram para mandar cartas aos pais de seus alunos os ameaçando denunciar para as autoridades caso descubram que seus filhos estão jogando jogos para maiores de 18 anos, como GTA e Call of Duty.

Os professores dizem que os alunos, ao jogarem esse jogos, tem um comportamento precoce relativo sexualidade e violência, o que pode os deixar vulneráveis para aliciamento e exploração sexual.

Mary Hennessy Jones, que redigiu a carta, disse que essa é uma forma de ajudar os pais a manterem seus filhos seguros nessa era digital. A Matéria foi biblicada na rede de notícias da BBC

Este mesmo problema pode ser tambem verificado quando estabelecimentos comerciais, geralmente ligados à gastronomia oference o espaço Kids, onde crianças se divertem com jogos de mesa, casinhas de bonecas e videosgames com jogos nada adequado ao público infantil. O que tenho percebido são jogos de violência explícita e esploração sexual enquanto pais se divertem comendo um pizza ou desgustando um jantar.

Pelo visto, o dilema dos jogos se transformou em uma questão de ética, pois como afirmava Aristóteles " a etica tem como finalidade a valorização da vida e do bem comum, tendo por objetivo a felicidade e a harmonia entre as pessoas". Se os jogos não tem se tornado uma ferramenta a favor da harmonia e de da valorização da vida, então existe uma necessidade de repensar a postura de acesso aos jogos pelas crianças e adolescentes.

 Vejam a Classificação do Jogo Mortal Kombat X(18 anos- adulto) (Microsoft - Xbox One)

 mortal kombat x xbox one

 Agora veja o vídeo do jogo:

Tags: Ética, Video-game

ImprimirEmail

Offers and bonuses by SkyBet at BettingY com